clínica de oftalmologia

Equipamentos que todo consultório oftalmológico deve ter

Se você está pensando em montar ou melhorar o seu consultório oftalmológico, precisa saber quais são os principais equipamentos que precisa ter. Afinal, são eles que trabalham de maneira assertiva na montagem do diagnóstico que definirá o tratamento.

Cada equipamento demonstra o lugar que a tecnologia está ocupando no mundo moderno. De maneira muito clara, ela está sendo uma das principais ferramentas que trabalham na eficácia dos diagnósticos. Assim, é possível também encontrar caminhos corretos para tratamentos eficazes.

Então, ter os equipamentos corretos faz toda diferença. Por isso, descubra quais deles o seu consultório oftalmológico não pode deixar de ter!

Lâmpada

Esse é um tipo de biomicroscópio cuja presença é indispensável no consultório oftalmológico. Seu trabalho consiste em aproveitar uma fenda de luz de alta intensidade bastante útil na tarefa de avaliar questões estruturais dos olhos. Isso inclui a pálpebra, esclera, conjuntiva, íris, cristalino e córnea.

consultório oftalmológico
Reprodução – Optiovision

Trata-se de um tipo de exame totalmente padrão, especialmente capaz de detectar problemas como glaucoma e descolamento de retina. Na hora da escolha, o ideal é a opção por máquinas compactas, econômicas e tecnológicas. Assim, os diagnósticos serão cada vez mais eficazes e certeiros.

Refrator de greens

Aqui está mais um dos equipamentos indispensáveis na formação de um consultório oftalmológico. Inclusive, é possível que essa seja a máquina mais necessária no ambiente, além de ser a que mais associa o ambiente às suas funções, na visão do paciente sobre o assunto.

Como principal função, essa máquina serve para aferir a acuidade visual do paciente em questão. Isso é feito a partir de testes de miopia e astigmatismo. Além disso, é ela quem define o grau necessário para os óculos ou lentes dos pacientes.

Também chamado de Lensômetro, essa é a cara do consultório. Entretanto, é importante frisar que a escolha deve ser bastante criteriosa na hora da aquisição. Assim como as demais máquinas, o melhor é que ela seja o mais tecnológica possível. Para isso, há versões digitais, por exemplo, que dão precisão aos resultados e reduzem as chances de erros.

Negatoscópio

Esse é um daqueles equipamentos indispensáveis na hora de fazer as leituras dos exames. Na verdade, trata-se de um painel de luz de LED ou luz fluorescente branca, que permite uma leitura mais assertiva de exames de imagem, elementos tão comuns em um consultório oftalmológico.

Em sua estrutura, a peça possui um vídeo leitoso, geralmente quadrado ou em forma de retângulo. Esse vidro se posiciona à frente de uma lâmpada fluorescente. A fim de proceder a leitura do exame em questão, a radiografia é posicionada à frete da luz, de forma que a leitura seja possível e clara.

consultório oftalmológico
Reprodução – MV Oftalmologia

OBI

A sigla representa o nome Oftalmoscopia Binocular Indireta. Sua principal função é mapear a rotina em três dimensões, facilitando o trabalho do profissional. Como se trata de um campo importante do trabalho oftalmológico, esse é mais um dos aparelhos que não se pode dispensar no consultório oftalmolóigico.

Na hora da aquisição, é possível encontrar esse tipo de equipamento em duas versões; com ou sem fio. Embora ambas sejam eficientes, a versão sem fio pode ser melhor manipulada pelo médico, já que fica presa à sua cabeça. Através desse tipo de aparelho, o oftalmologista pode detectar possíveis problemas e indicar melhores tratamentos.

Retinógrafo

Como mais um representante dos bons equipamentos para a área dos olhos está o retinógrafo. Afinal, trata-se de uma máquina capaz de fazer fotografias em alta resolução da área dos olhos. Essa mesma resolução permite a captação de uma área mais funda e específica do olho. É lá que estão a retina, as artérias, as veias e nervos.

Um dos grandes diferenciais desse equipamento é o fato de ele poder mapear até 130 graus do globo ocular. Através disso, é possível detectar doenças mais difíceis em equipamentos comuns e que atingem os olhos de maneira progressiva. É ele, por exemplo, o equipamento utilizado para exames como o teste do olhinho, muito importante para a detecção prematura de doenças em potencial.

consultório oftalmológico
Reprodução – Olhos oftalmologia

Tonômetro

Para o fim desta lista, embora ainda haja muitas opções a serem exploradas, um consultório oftalmológico não existe sem um tonômetro. Afinal, é esse o equipamento que se utiliza na aferição da pressão do olho. Como há uma incidência significativa de casos de glaucoma, uma máquina como essa facilita a detecção.

Assim, você pode escolher entre a versão maior e portátil. Entretanto, como um bom representante tecnológico, sua versão versátil é um exemplar de tecnologia. Além disso, trata-se de um aparelho que possui um display autoexplicativo e um design de fácil operação. Tudo para que o diagnóstico seja cada vez mais preciso e eficiente.

A fim de oferecer as melhores respostas, você precisa escolher bem os seus equipamentos. E nós sabemos bem onde você pode encontrar as melhores possibilidades. Para acessar as melhores opções, fale com a Suplimed!

Leia também: Como montar uma clínica de Oftalmologia

Fique por dentro de nossos
lançamentos

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades em
primeira mão

×
×

Carrinho